Séries

Resenha: 13 reasons Why

13-reasons-why-personagens-netflix

Faz poucas semanas que a Netflix lançou ” 13 reasons why” e todo mundo passou a comentar o assunto. No início não fiquei interessada, pois tudo o que é moda é meio enrolação, mas depois que algumas pessoas passaram a problematizar o suicídio de Hanna Baker dizendo que toca em alguns “gatilhos” e que é uma péssima escolha para quem tem depressão,  resolvi ver.

Isso pareceu um pouco perverso não? Só que não é. Queria saber quais eram os gatilhos que a Organização Mundial de Saúde reprovou na série, porque eu não sabia que existia uma convenção para tratar do assunto.  Achei interessante do ponto de vista ficcional ter uma regra sobre dramatização do suicídio e porque morte é um assunto que me interessa demais (tenho plutão em escorpião), principalmente do ponto de vista antropológico.

“Hem.. hem.. ” (se você pensou na Dolores Umbridge acertou) mas voltando à vaca fria, só sei que comecei a ver e abandonei os tais “gatilhos” para lá. Mergulhei no drama psicológico da Hanna e… me identifiquei! Não eu nunca tentei me matar se é isso que você entendeu, mas cheguei a pensar no assunto quando tinha 15 anos. Quer dizer, quando as coisas vão mal e você ainda não viveu muito, acaba acreditando que  elas nunca vão mudar. No fundo, também acredita  merecer tudo o que de mal lhe acontece e prefere afastar o bom da vida por achar que é apenas ilusão.517e5a29-c688-4946-8187-55c3d0b1bbb6_560_420.jpg

No meu caso o problema era não conseguir fazer amigos. Uma hora eu achava que finalmente tinha acertado com alguém e na outra a pessoa era apenas uma estranha no corredor. Com a Hanna aconteceu o mesmo e isso gerou nela um estado de carência constante, que a deixou mais suscetível às maldades e covardias alheias. Além disso, a jovem também sofreu uma série de violências pesadas (as quais graças a Deus nunca me aconteceram) e que estão ficando cada  vez mais comuns nessa era da informação.

Senti muita pena da moça e a empatia foi bem forte, mas a parte das fitas eu detestei. Quer dizer, entendo que alguém assim queira mais do que tudo deixar de ser invisível e ser compreendida pelas pessoas, mas acredito que o motivo de ter gravado as fitas e mandado a cada um dos seus agressores foi por vingança, pura e simples. Talvez acreditasse que algum deles se mataria por remorso ou só queria que vivessem em constante pânico e ansiedade como ela viveu, mas acabou bagunçando ainda mais a vida daqueles adolescentes perturbados pelo que viveu e presenciou. No fim acredito que ela ficou um pouco sádica.

Quando acabei a série fiquei me perguntando se concordava com a OMS e se Hanna Baker realmente encadearia uma efeito Werther, romantizando o suicídio. Não sei o que você vai achar quando chegar ao final, mas a minha resposta é não. Não me pareceu que a morte dela foi retratada como uma “libertação” o tão esperado descanso das mágoas, pois até o fim ela ainda estava buscando motivos para viver. A mensagem que me passou foi a falta de solidariedade, parecia que alguém tinha fechado todos os caminhos possíveis para que escapasse, a ponto dela se sentir encurralada e sem outra alternativa. Foi duro, cruel e nenhum pouco idealizado.

Por fim, não acho que a menina estava certa em se matar, mas parar de falar num assunto na esperança de que ele suma não funciona. Tentar enfeitar ou deixar mais digestível também não. A série mostra como os relacionamentos são superficiais entre as pessoas e como falta respeito pelo próximo e isso precisa mesmo ser discutido para que mude, porque enquanto não mudar suicídios vão continuar acontecendo. E você o que achou da trajetória de Hanna Baker? Eu sinto que faltou falar sobre o machismo que ela sofreu, mas aí eu acho que daria spoilers, então passo a bola para vocês leitores.

Um abraço, Aleska Lemos.

Anúncios

8 thoughts on “Resenha: 13 reasons Why”


  1. Uau que resenha maravilhosa ♥♥♥
    Já faz algum tempo que estou querendo ler esse livro, mas por causa da série o valor dele elevou um pouco(muito), então também não vi a série pois quero ler primeiro. Acho que você mostrou seu ponto de vista muito bem, eu não sabia que existia essa convenção.
    Preciso muito ler e saber o que aconteceu com a Hanna para que essa fosse a sua única opção.
    Enfim eu amei a sua resenha.
    Parabéns ♥
    ótima semana
    bjo

    Curtido por 1 pessoa

  2. Aleska, primeiro eu quero dar os parabéns e desejar muita interação e inspiração à você e suas amigas daqui do blog. Eu adorei a ideia, o layout!
    Não vi a série e talvez nem vá ver, ainda vivo sem netflix 🙂
    Mas claro que ouvi falar, principalmente relacionado com Baleia Azul e por isso fiquei curiosa.
    Gostei bastante da tua resenha. Beijos!

    Curtir

    1. Obrigada! As meninas estão realmente muito inspiradas. ´Sobre a série, ninguém é obrigado a ver até porque é um assunto bem difícil, mas fique atenta que a gente vai dar outras dicas. Beijos!

      Curtir

  3. Oi Aleska
    Eu tive receio de ver a série, porque já tive depressão e, sim, a série tem muitos gatilhos. Acho que suicídio precisa sim ser retratado, discutido e tudo o mais.
    O que as pessoas tem que ver na série é que algo que você julgue inofensivo pode ser a gota que faltava para que uma pessoa tomasse a decisão de tirar sua própria vida.

    Vidas em Preto e Branco

    Curtir

    1. Sim você tem razão. Eu não sei quais os gatilhos que a série tem, pode ser que tenha vários e eu não vi porque não tenho esse problema de saúde, mas só queria deixar claro que na minha opinião não vi o suicídio dela sendo romantizado. Não achei que a série possa ter feito o assunto parecer “bonitinho”. Pode ser que por ter optado tratar o problema com muita realidade faça as pessoas se identificarem com a personagem e aí leva-las ao suicídio.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s