Séries

Resenha: Anne com “E”

annegreen

Em maio assisti a um lançamento da Netflix chamado “Anne with an E” que conta como dois irmãos solteirões da família Cuthbert adotaram uma órfã muito ruiva e sardenta chamada Anne.

A menina é trazida por engano do orfanato para a fazenda em Green Gables, onde esperavam um menino que fosse ajudar na  plantação. O choque é imenso e Anne tem que provar que merece ficar com Marila e Mathew e que é extremamente necessária em suas vidas.

Minha primeira impressão de Anne  é que ela era uma espécie Pollyanna (de Eleonor H Poter), que viria para trazer alguma espécie de conforto para a velhice dos irmãos Cuthbert, porém, apesar de ser muito alegre, não tem o otimismo fanático da Polly e é  muito mais imaginativa e impulsiva do que a garota do jogo do contente. Em outras palavras ela é mais um desafio que um alento para a nova família.

A pesar de tudo, não há dúvidas de que ela é uma menina especial. Com mais experiência de vida que as colegas de classe, por causa da sua realidade no orfanato, se mete em algumas confusões, mas também ajuda a solucionar situações de perigo. É uma garota de 13 anos muito independente e “desenrolada” que gosta de aprender palavras difíceis.

ANNE_101_Day5_0452.nef

Assisti todos os episódios em uma noite só. São 40 minutos por capítulo e apenas 7 episódios por temporada e posso dizer que apesar de muito sensível e fofo, tem cenas muito dramáticas e a pobre da Anne sofre demais. Sua ânsia por ser amada é tão grande que atrapalha seu convívio social, apesar de que ela vai conquistando aos poucos  algumas amizades sinceras, mas é triste vê-la abdicar de sua personalidade exótica para ser aceita.

Espero que a série tenha mais episódios para eu saber o que aconteceu com a jovem, porque o fim da primeira temporada é um bocado inconclusivo. Não é uma grande obra prima, mas diverte e causa muita empatia e por isso eu recomendo a todos os fãs de órfãos aventureiros.

Até mais!

Aleska Lemos.

Anúncios

9 thoughts on “Resenha: Anne com “E””

  1. Ola, tudo bom, Aleska?
    Adorei sua resenha! Muito objetiva! Eu confesso que vi a foto da série na netflix e fiquei curiosa, mas com preguiça de pesquisar pra ver sobre o que se tratava hahahaha mas agora que li sua resenha, fiquei com vontade de ver. Uma pena que a Anne nao seja uma Poliana, pois eu amo o jeito de ser da Poliana rs Tentarei assistir em breve!
    beijão, Yasmim.

    Blog: http://literarte.blog.br

    Curtido por 1 pessoa

  2. hey, eu nao sou fa de orfas aventureiros kkkk, mas eu ja vi mts resenhas positivas sobre essa serie (incluindo a sua) e isso me fez ter vontade de ver ela
    feriadao ta ai pra isso 🙂

    perolasdelivros.blogspot.com

    Curtir

  3. Eu tava vendo essa série na Netflix, mas não sabia sobre o que se tratava. Não sabia q era tão legal!!! Vou tentar ver sim!! Parece ser ótima!! Obrigada pela dica 😊😊

    Curtir

  4. Olá, tudo bem?

    Eu já tinha visto outro blog indicando essa série e já tinha ficado muito curiosa, pois a série faz bem meu estilo e como tem poucos episódios já chama a minha atenção, Parece-me que a Anne sofreu muito e essa ânsia por ser amada, acho que passa por todo mundo. Depois dessa resenha já necessito assistir essa série, acho que curtirei muito! Adorei!

    Beijos!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s