livro

Resenha: ABC do Amor

IMG_3409

Título: ABC do Amor

Autoras: A. C. Meyer

Brittainy C. Cherry

Camila Moreira

 Editora: Galera Record

Número de Páginas: 266

ABC do Amor é um livro com três contos escritos por três autoras diferentes.
O primeiro conto é da A.C. Meyer que conta a história da Jade e do Alex, um jovem casal que eram super apaixonados. Mas Alex deixa para trás toda a sua vida por conta de um trabalho que tanto queria. Tendo passado no concurso que tanto quis, Alex se torna  workaholic e seu médico chega ao ponto de dizer a ele para diminuir o seu trabalho ou não irá viver muito tempo. Jade, após o término, investiu no seu sonho de criar uma loja de doces e criar bolos de noivas. Entre tantas clientes, uma delas acaba trazendo seu amor do passado, deixando Jade sentir o amor novamente. Um conto muito fofo, bem no estilo da Meyer. Cliché, mas que nos faz suspirar e acreditar no destino e no amor verdadeiro.
O segundo conto fala sobre Jake e Ana. Jake recebeu uma proposta para trabalhar em Hollywood e Ana sem nem pensar duas vezes, quebra seu coração e do rapaz para que ele aproveite essa super oportunidade. Anos depois, Jake volta para a sua pequena cidade par rever seu amor, mas numa situação bem delicada, no casamento de Ana com seu melhor amigo.
A história vai girar em torno de cartas entre Ana e Jake, que foram escritas e porque não obtiveram respostas, se chegaram a
receber ou não. A autora aborda sobre o perdão e que quando o amor é forte ele sempre prevalece.
O terceiro conto aborda Alice e Leandro. Leandro é pintor internacional, Alice, uma estudante, que vai precisar para seu trabalho de conclusão de curso, fazer uma biografia de um artista famoso. Mas no dia em que ela vai descobrir qual artista irá entrevistar, tudo acontece e ganha o título de pior dia da sua vida. Ao descobrir que vai ter que contar a história de Leandro, seu professor, um grande amigo do pintor, consegue uma entrevista entre ele e Alice no mesmo dia. Chegando lá ela nem desconfia no que vai encontrar e no que pode acontecer, podendo descobrir que do desejo pode surgir um amor.
Os três contos são fofos, românticos e mostram as nuances do amor. São contos rápidos de serem lidos e todos possuem um amor intenso, machucado ou aquele que deixa saudade.
Recomendo a leitura para aquele final de semana que queremos apenas ficar quietos e ler sobre amor de forma bem tranquila.
Beijos,
Thaisa Napolitano
Anúncios
Quotes

Quotes: Os 12 Signos de Valentina – Ray Tavares

20045772_10213395250461187_157458938_n

Oi pessoal! Continuando com os posts de quotes, hoje venho com quotes do livro “Os 12 Signos de Valentina” da Ray Tavares. Um livro que me fez dar altas gargalhadas. Uma história bem dinâmica, que fala sobre traição, amor próprio e superação. A resenha do livro, está aqui. 🙂

Quotes:

  • ” O negócio é que nenhum filme da Disney te prepara para a dor de uma traição, ou a constatação de que os seis anos que se passaram não significaram absolutamente nada para a pessoa com quem você compartilhou cada alegria e tristeza.”
  • “Não é o tempo que você passa com a pessoa que define o comprometimento, e sim a facilidade com a qual vocês desistem um do outro.”
  • “… em pouco mais de uma semana eu havia conquistado uma confiança que nunca tivera, e homem nenhum tiraria aquilo de mim.” 
  • “Vingança é diferente de viver no passado. Viver no passado é não dar uma chance para o presente, vingar-se de alguém é destruir qualquer chance desse passado continuar nos assombrando.”
  • “Fiquem com alguém que saiba valorizar a pessoa que tem ao lado e que saiba o quão sortudo é em tê-los ou tê-las.” 
  • ” Uma pessoa carente anula a felicidade do outro, mas uma pessoa completa e autossuficiente apenas a multiplica.”

Espero que tenham gostado! Para quem ainda não leu o livro e está procurando uma leitura leve e divertida, não deixe de ler “Os 12 Signos de Valentina”.

Beijos,

Thaisa Napolitano

livro

Resenha: Uma Sombra Ardente e Brilhante – Jessica Cluess

23314109_10214429482556343_660292403_o

Título: Uma Sombra Ardente e Brilhante

Autora: Jessica Cluess

Editora: Galera Record

Ano: 2017

Número de Páginas: 336

Uma Sombra Ardente e Brilhante é um lançamento da Editora Galera e é uma fantasia repleta de magia, feiticeiros e magos. Impossível ler e não ter referências de Harry Potter.  A história se passa em Londres, com a protagonista, Henrietta Howel que é uma jovem que possui um poder distinto, capaz de gerar fogo.

Henrietta é professora em um internato para meninas, que sempre tentava proteger as alunas das injustas e duras regras impostas pelo diretor. Henrietta possui um poder de gerar chamas em momentos de perigo e estresse, por não entender seus poderes, ela não consegue controlá-lo e esconde de seus superiores. Mas quando ocorre um encontro com uma medonha criatura, Henrietta usa seu poder para salvar seu melhor amigo, Rook, e com isso, um feiticeiro a descobre e a leva para Londres.

Em Londres, a jovem começa ter respostas de tantas perguntas, e se depara com uma profecia, na qual uma jovem feiticeira se ergueria em tempos de guerra para salvar a nação dos ancestrais. E aí surge uma nova questão: Seria ela a feiticeira da tal profecia?

O livro é muito bem escrito, é uma narrativa que te prende e é bastante fluida. As cenas de ação são bem descritas, assim como a descrição dos poderes em ação. Os personagens secundários são bem desenvolvidos, e conseguimos imaginar claramente suas personalidades. Nossa protagonista é uma jovem forte, negra, que passou por momentos de sofrimento, órfã, foi morar com a tia quando pequena, que não gostava dela, e que vive em uma sociedade machista, na qual só quem pode usar poderes são homens. Num lugar onde só existem feiticeiros, Henrietta tem que mostrar que é capaz de ser uma grande feiticeira. Em partes do livro, vemos nossa Henrietta confusa, com raiva, buscando respostas para suas perguntas e momentos de felicidade, de carinho e que percebemos que nossa girl power tem também seus altos e baixos.

Meu gênero literário preferido é romance, mas essa fantasia entrou para a lista de melhores livros do ano. Estou ansiosa para ver o desenrolar da história, uma leitura rica em magia, aventuras, mistérios, feiticeiros e magos.

Este livro veio de um clube de assinatura que faço há 5 meses e todo mês vem um livro surpresa do gênero jovem adulto, recém lançado. Turista Literário é uma malinha cheia de surpresas, é uma aventura literária sensorial. Na mala vem itens que estimulam nossos sentidos. Na malinha do mês de outubro os itens recebidos foram:

  • Pacote dos Sonhos by Fenswick:
    Um sachê composto de ervas aromáticas que ajudam no sono, com cheiro de ervas e roseiras. Um item que estimula o olfato e o tato.
  • Caramelos do Agrippa:
    Para estimular o paladar, um pacotinho de balas de caramelo que o Agrippa usa para presentear as crianças enquanto testa se elas possuem algum poder secreto.
  • Playlist:
    Item para estimular a audição, uma lista de músicas no Spotify.
  • Livro:
    Uma Sombra Ardente e Brilhante, para estimular a nossa visão.
  • Souvenir de viagem:
    Um porta treco com arte que remetem elementos da história.
  • Conteúdos extras no site para os assinantes.Uma Sombra Ardente e Brilhante é uma fantasia maravilhosa! Amei a malinha desse mês e seu conteúdo. Se você quer uma leitura rica, mágica e cheia de aventuras, não perca tempo, leia este livro!

    Beijos,

    Thaisa Napolitano

23314166_10214429527357463_110759262_o
Malinha do clube de assinatura Turista Literário e seus itens
livro

Resenha: Corte de Espinhos e Rosas – Sarah J. Maas

23336247_10214433999349260_633278590_o

Título: Corte de Espinhos e Rosas

Autora: Sarah J. Maas

Editora: Galera Record

Ano: 2017 – 6ª Edição

Número de Páginas: 434

Corte de Espinhos e Rosas é uma fantasia envolvente, com aventuras, romance e com muitas reviravoltas. Esse foi o meu primeiro contato com a Sarah J. Maas e posso dizer que foi incrível. Estava com as expectativas altas quando comecei a ler o livro e não me decepcionei, uma trama bem desenvolvida, com personagens cativantes e fortes.

A nossa protagonista é uma jovem, a caçula da família que precisa sustentar seu lar após a inadimplência de seu pai. Falidos, Feyre é a única que caça para alimentar sua família, seu pai não faz nada para ajudar em casa e suas irmãs vivem em um mundo de conto de fadas. Em uma de suas caçadas, Feyre mata um lobo, criando uma revolta em Tamlin, um Grão-Feérico, que mora em Prythian.

Como punição pela vida que tirou, Feyre é levada por Tamlin para Prythian, uma vida em troca de outra. E em sua nova vida, Feyre descobre segredos sobre a “praga” que assombra os feéricos, que na Corte Primaveril, todos usam uma máscara presa ao rosto. Descobre também sensações novas, uma vida muito diferente da sua, com seres diferentes com qual vivia, relembrando lendas que escutou na infância e vendo em parte, se tornarem realidade.

Feyre é uma personagem muito forte, que no meio da trama perdeu sua força, oscilando bastante pela sua história de vida. Uma menina que cuidava da casa, que pensava no pão de cada dia e que de uma hora para outra, se vê cuidada, mesmo com medo, Feyre se entrega a esse novo mundo, a essa nova realidade, dando espaço para aquilo que sempre quis fazer, e que sempre foi importante para si, a pintura.

A história se passa em Prythian, um território dividido em reinos, que possui uma muralha que divide os Grão-Feéricos dos humanos. Uma divisão que foi tomada após uma guerra, onde um queria dominar o outro. A descrição das Cortes que aparecem no livro são bem detalhadas e lindas.

23336499_10214433998749245_1247594667_o

A narrativa é em primeira pessoa, Feyre nos conta tudo o que se passa ao seu redor e dentro de si. Percebemos que há muitos assuntos que a autora deixa nas entrelinhas, o preconceito é bastante visível entre os humanos e Feéricos. A relação entre pai e filho, a ausência de uma figura paterna que é um tema visto com frequência em histórias de fantasias, o relacionamento amoroso que não precisa ser um conto de fadas e que nem o príncipe precisa nos salvar em seu cavalo branco.

A escrita da autora é viciante, no início, achei bem arrastado, mas quando engata, é impossível parar de ler, ainda mais com tantas coisas que acontecem. O final é surpreendente, aquele final de tirar o fôlego! Corte de Espinhos e Rosas é uma releitura de A Bela e a Fera, mas que não se prende a história que conhecemos e ao lembrar desse detalhe, só consegui fazer referências no início do livro. Este é o primeiro livro de uma série, os três primeiros livros já foram lançados e quando comecei a escrever essa resenha, fiquei sabendo que terá um conto após o terceiro livro, que foi lançado recentemente, e terão mais três livros.

A capa do livro é aveludada e maravilhosa! A Galera Record arrasou! Se você está procurando uma fantasia rica em aventura, seres mágicos, romance e reviravoltas, Corte de Espinhos e Rosas é a escolha certa!

Thaisa Napolitano 

livro

Resenha: O Ódio que Você Semeia – Angie Thomas

22790895_10214330113992191_683364155_o

Título: O Ódio que Você Semeia

Autora: Angie Thomas

Editora: Galera Record

Ano: 2017

Número de Páginas: 378

O Ódio que Você Semeia da autora Angie Thomas é um romance que nos faz questionar se a justiça é cega, que nos faz refletir sobre os problemas, preconceitos que negros sofrem no dia a dia, uma história que nos faz refletir sobre realidades que podem ou não ser nossas.

Starr é uma adolescente de 16 anos que vive em dois mundos. Ela mora num bairro pobre considerado perigoso, e estuda em uma escola particular, onde a maioria dos alunos são brancos. Starr vive em duas realidades que se chocam diariamente, que a fazem se transformar em duas Starrs: A Starr de Garden Heights e a Starr da escola Williamson.

Uma adolescente comum, estudiosa, que vai a festas, possui amigos e que ajuda seu pai trabalhando no mercado da família. Quando tudo parece estar em harmonia, Starr acaba presenciando a morte de seu melhor amigo, seu grande amigo Khalil, com quem cresceu junto. Além do trauma de ver uma pessoa sendo morta, Starr é a única testemunha e logo o caso toma espaço na mídia.

Para Starr, Khalil era seu melhor amigo, que sempre se preocupou com a sua mãe, mas para a mídia, Khalil era um traficante, negro, um bandido desarmado. Julgamentos bombardeiam Khalil, medo bombardeia Starr. Khalil foi morto por um policial, e quando descobrem sobre a testemunha, Starr e sua família sofrem ameaças vindo de vários lados. Ameaças de chefões do tráfico de seu bairro e ameaças de policiais. Todos querem saber a verdade e cabe a Starr dizer o que sabe, dizer o que viu. Mas não é tão simples assim, o que ela disser pode acabar indo contra a sua família, contra seu bairro, e contra aqueles que confiam em Starr, não apenas para fazer justiça à Khalil, mas para mudar a realidade de casos de negros que foram assassinados e que não tiveram justiça e foram esquecidos.

Starr é uma protagonista que cresce ao longo da narrativa. Apesar de traumas passados e com o mais novo trauma, Starr é forte e corajosa para enfrentar depoimentos, tribunais e julgamentos da sociedade. A narrativa está em primeira pessoa, sabemos o que se passa na cabeça da protagonista. Os personagens secundários são bem construídos, nos deixando a par do ambiente e clima que cada personagem nos transmite. Personagens com dramas reais, que vão além de morar em um bairro pobre, que passam por questões de superações, tráfico de drogas, vício em drogas e até violência doméstica.

Indico a todos esse livro. Uma leitura muito fluida, que quando vemos já devoramos facilmente 50 páginas. O que me incomodou um pouco no começo foi o tamanho dos capítulos, achei um pouco longo, mas quando a leitura engata, esquecemos desse detalhe. Como disse no início da resenha, é um livro que nos faz refletir realidades que nem sempre estão em nosso alcance, às vezes são realidades que vemos pela televisão, que podem acabar sendo deturpadas.

O Ódio que Você Semeia será adaptado pela Fox para as telonas e já tem o elenco confirmado. E chegou em primeiro lugar na lista do New York Times na semana em que foi lançado.

Starr me levou para conhecer a sua realidade e me mostrou que “às vezes, as coisas dão errado, mas o importante é continuar fazendo o certo”.

Thaisa Napolitano