livro

Resenha: Como Agarrar uma Herdeira – Julia Quinn

22050629_10214090249395726_1518244034_o

Título: Como Agarrar uma Herdeira

Ano: 2017

Editora: Arqueiro

Autor: Julia Quinn

Número de Páginas: 304

Olá Aventureiros! Esse é o novo livro da diva Julia Quinn. Como Agarrar uma Herdeira é o primeiro livro da nova duologia Agentes da Coroa, e no primeiro livro vamos conhecer Caroline Trent e Blake Ravenscroft.

Caroline Trent é uma jovem prestes a completar 21 anos, e se vê em uma situação completamente desagradável, está sendo forçada a se casar com um homem que só tem interesse em por as mãos em sua herança, ao conseguir fugir das garras deste homem, Caroline é sequestrada por engano. Seu sequestrador, Blake Ravenscroft confundiu Caroline com uma espiã espanhola, Carlotta de Leon, e sua refém não irá tentar se libertar até seu aniversário, pois quer mesmo se ver livre de casar com alguém asqueroso e por conveniência.

…houvera a faísca de algo diferente e novo, algo empolgante e perigoso, algo lindo e selvagem.”

Caroline é inteligente, super alto astral, mesmo com as rasteiras que a vida lhe deu, ela sempre mantém o bom humor, o sarcasmo e as respostas na ponta da língua como seu aliado. Aos 10 anos, Caroline perdeu o seu pai e ficou aos cuidados de um tutor, mas seus tutores morriam e ela ficava pulando de casa em casa, mudando de tutor com frequência. E seus tutores não eram exemplos de pessoas, sempre desprezíveis e querendo por as mãos em Caroline e/ou em sua herança.

Blake Ravenscroft é um agente do departamento de guerra, que após uma grande perda em seu passado, se tornou uma pessoa fria, rabugenta, mau humorado e reconhecido por seu trabalho. Seu melhor amigo James, o marquês de Riverdale, é seu parceiro, que também é uma pessoa bastante esperta e bem humorada, que já conhece o mau humor de seu amigo e consegue contornar com muita maestria. Blake está desejando muito se aposentar e viver uma vida tranquila no campo. Mas ao raptar Caroline, Blake se vê ansioso para terminar essa última missão e sem armas para se proteger dos encantos dessa jovem.

… os próprios demônios também estavam enfim desaparecendo. Era o riso que os exorcizava, concluiu. Caroline tinha uma capacidade impressionante de encontrar humor nos assuntos mais mundanos.”

22050549_10214090249555730_59655436_o

Após o rapto, Caroline começa a morar na casa de Blake, escondido da vizinhança, e as únicas pessoas que sabem sobre Caroline são o próprio Blake, seus criados e James. Caroline encanta a todos na temporária moradia, e como forma de agradecimento e maneira de firmar sua estadia, planeja ajudar na jardinagem, na arrumação da biblioteca sem o consentimento de Blake e aí começam as confusões, principalmente quando surge a inesperada visita da irmã de Blake, Penélope, que não sabe sobre a carreira do irmão. E assim uma rede de mentiras vai surgindo e aumentando, havendo muita confusão e levando Caroline a dormir no lavatório de Blake!

Caroline desejou ter alguém que implicasse com ela e segurasse sua mão em momentos de medo e insegurança.”

Será que eles vão ser capazes de enfrentar essa situação de maneira que as mentiras não sejam descobertas? E o sentimento de apreciação de Caroline para Blake vai se transformar em amor? Será que Blake vai conseguir encontrar armas suficientes para se manter imune ao charme e teimosia de Caroline Trent? Muita confusão vem nessa nova história de Julia Quinn.

Mas, quando se guardava no peito um coração partido, era muito mais fácil falar do que fazer.”

22050584_10214090248955715_281268511_o

Uma narrativa muito fluida e bem humorada. Com cenas tão bem detalhadas, e ao mesmo tempo rápidas, criando um ritmo de leitura super delicioso. O que mais posso dizer? Julia Quinn é maravilhosa, e esse é um livro bem diferente da série Os Bridgertons, mas que não deixa a desejar, a capa está linda, a diagramação muito boa e ao ver a formatação da letra, me senti totalmente em casa, um livro de uma autora que amo, com uma história cheia de humor e romance. Caroline vai te fazer rir com sua teimosia e sua energia contagiante.

Thaisa Napolitano

 

Anúncios
livro

Resenha: Os Mistérios de Sir Richard – Julia Quinn

18834320_10212935096757632_519370744_n

Título: Os Mistérios do Sir Richard

Ano: 2017

Editora: Arqueiro

Autor: Julia Quinn

Número de Páginas: 272

O quarto e último livro da série o Quarteto Smythe-Smith é intrigante. O livro narra uma história totalmente diferente do que vínhamos lendo, um romance com mistérios envolvidos que nos fazem imaginar qual será o segredo que o Sir Richard guarda e como acabará essa história.

Sir Richard Kenworthy, está desesperado para encontrar uma noiva e está desta forma porque tem pouquíssimo tempo para essa busca, e com isso não poderá ser muito exigente. Ao assistir o tradicional recital da família Smythe-Smith, Richard tem certeza de que encontrou a pessoa certa para desempenhar o papel de sua esposa, uma pessoa que não atrai tantos olhares assim.

Iris, violoncelista do quarteto se esconde atrás de seu instrumento enquanto toca. Uma jovem discreta que atrai o olhar do Sir Richard. Iris se sente desconcertada e  fica imaginando tais motivos que levaram aquele moço a encara-lá com tanta vontade. Ao fim do recital, Sir Kenworthy pede ao seu amigo Winston que o apresente a dama, que apesar de ficar lisonjeada com seus elogios, sente algo estranho no ar, ficando desconfiada da tamanha atenção daquele cavalheiro para si.

A história gira em torno do mistério do Sir Richard, sabemos que sua propriedade não está muito bem financeiramente, mas os segredos vão mais além, nos fazendo questionar quais serão e confesso que imaginei coisas bem aterrorizantes. Vivi junto com a personagem o drama de descobrir os segredos e dividi seus sentimentos, chegando por vezes a me emocionar.

18871150_10212935092477525_679962882_n

Assim como os outros livros da série, Julia Quinn nos faz refletir criticamente a maneira de como os casamentos eram arranjados, sem amor e o interesse entre as classes. Sem dúvidas essa história me cativou, Julia Quinn me cativa sempre, mas essa não é a minha história preferida do quarteto. Os livros podem ser lidos em qualquer ordem, são histórias independentes, mas claro, sempre tem uma menção de um fato ou outro que ocorreu no livro anterior, por isso prefiro ler em ordem.

E assim fechamos o mês de maio, que dedicamos especialmente para a notável Julia Quinn. Os livros são lindos, cheios de romances, humor, inteligência, leveza, com diálogos espertos e personagens envolventes. Além do box ser maravilhoso, as capas dos livros são lindas demais! Recomendo a leitura! Com certeza a família Smythe-Smith ganhou um lugar no meu coração junto à família Bridgerton.

Thaisa Napolitano

livro

Resenha: A Soma de Todos os Beijos – Julia Quinn

18762295_10212894734308596_1159790275_n

Título: A Soma de Todos os Beijos

Ano: 2017

Editora: Arqueiro

Autor: Julia Quinn

Número de Páginas: 272

O terceiro livro da série Quarteto Smythe-Smith, A Soma de Todos os Beijos, é simplesmente belo. O livro conta a versão de Hugh Prentice que teve sua perna aleijada e  sua vida arruinada por conta de um duelo com seu amigo, Daniel Smythe-Smith.

Desde o primeiro livro, Simplesmente o Paraíso, a impressão que tive de Hugh Prentice não foi uma das melhores. Mas nesse terceiro livro vemos as consequências que refletiram na vida de Hugh e como ele pensa e se sente sobre o que ocorreu. Hugh consegue com que Daniel volte para Londres, ameaçando seriamente o próprio pai, que jurou matar Daniel, e a amizade deles se fortalece novamente, e vemos isso acontecer no final do livro  Uma Noite Como Esta , quando minhas primeiras impressões por Hugh começam a mudar.

Hugh Prentice é um gênio da matemática, e não se importa com o que os outros pensam sobre ele. O duelo deixou sequelas, ficou meses deitado em uma cama sem saber se levantaria um dia, e quando ele se recupera, mesmo manco e com dores, ele tenta melhorar a situação de todos que sofreram as consequências do duelo.

Lady Sarah, é teimosa e dramática, mas faz tudo seguindo seu bom coração. Ela não consegue ver Hugh Prentice com bons olhos e ainda por cima o culpa por ainda estar solteira. Mesmo não conseguindo entender como a sua família o perdoou tão rapidamente, Sarah aceita o pedido de sua prima Honória com um sorriso no rosto e qual é esse grande favor? Esse grande favor é simplesmente fazer companhia para Lorde Hugh, pois Honória acredita que Hugh ficará deslocado em seu casamento com Marcus. Mesmo se vendo obrigada a passar alguns dias com Hugh, Sarah não mede esforços para mostrar o quanto ainda lembra do que ocorreu e como isso afetou a vida de sua tia e prima e sua vida no ano em que iria debutar.

18762719_10212894670707006_546846393_n

Hugh se sente agradecido por Daniel ser seu amigo ainda, pois tem consciência de que tudo aquilo aconteceu por sua culpa. Sarah não percebe isso e quando enxerga, acredita que se sentir mal pelo ocorrido é o mínimo que ele deveria sentir.

Ela o admirava. Ele era forte.

Esse livro fala de gratidão e perdão, nos mostrando que nem sempre a primeira impressão é a que vale, e que existem pessoas que tentam reparar seus erros, mesmo quando todos o apontam como culpado. O surgimento do amor, da gratidão, reconhecimento e admiração são assuntos bem abordados no livro, de uma forma que nos encanta. Ver o ponto de vista de Hugh, nos aproximou mais do personagem e vivemos juntos com Lady Sarah a mudança de nossas impressões por Hugh. Mudamos junto com os personagens, e isso torna o livro muito especial.

Julia Quinn é uma escritora ilustre, não há dúvida disso! A cada volume ela nos envolve mais e mais, nos apaixonando pelos personagens principais e dando o devido e merecido destaque para os coadjuvantes, deixando o livro com diálogos inteligentes, com humor e muito amor.

Thaisa Napolitano

 

Eventos Literários

Eu fui! – Julia Quinn no Brasil!

julia quinn
Thaisa e Julia Quinn

A ilustre escritora da série Os Bridgertons, sua série mais famosa, desembarcou no Brasil para o lançamento de sua nova série, Quarteto Smythe-Smith. Julia Quinn passou por Belo Horizonte, Brasília, São Paulo, Curitiba e Rio de Janeiro, e claro, como uma grande fã de seus romances, não pude perder a oportunidade de conhecê-la.

No dia 12/03, a livraria Travessa do Shopping Leblon, recebia seus fãs para entregar 300 senhas para participação do evento.
Consegui a senha, na verdade conseguimos, carreguei a minha irmã, Thatiana Napolitano e ela, seu amigo, Henrique Pan, que foi para ajudar afim de que todos os meus livros fossem assinados por ela(só autografava 4 por pessoa). A nossa parceira Aleska Lemos também esteve com a gente lá!
Passamos o dia lá, e por conta disso conheci muitas pessoas com os mesmos gostos que o meu, com a mesma compulsividade em comprar livros, e compartilhar isso foi libertador e por conta desse dia eu quis escrever sobre os livros que leio.
Eu estava com o box do Quarteto Smythe-Smiths para ser autografado e queria que a minha série Os Bridgertons também fosse assinada, por isso dividi os livros com a minha irmã e seu amigo, sobrando assim um livro para ser assinado. Quando já estava me convencendo de que ficaria com um livro da minha série preferida não autografado, veio a luz, minha amiga Laísa, (que viciou em Julia Quinn por minha causa) apareceu, e com isso tive a minha coleção toda autografada, chegando ao ponto de um dos funcionários da Editora Arqueiro perguntar quem era a Thaisa que recrutou seus amigos para levarem os livros!

A organização do evento não foi muito boa, a distribuição de senhas foi realizada às 12h, e os seguranças do shopping liberavam a entrada no lugar em pequenos grupos para não haver tumulto. Mas quando recebemos a senha, vimos que a pulseira não havia numeração. Seríamos atendidos por ordem de chegada, mas não tinha como controlar isso, pois algumas pessoas que estavam na fila desde cedo, foram almoçar e com a pulseira seriam atendidos no evento, enquanto outras ficaram na livraria formando fila. Uma hora antes da sessão de autógrafos, haveria um bate papo com a Julia Quinn e o pessoal que estava na fila fora da livraria, não poderia assistir porque corria o risco de perder o lugar que tanto guardou por horas. E com isso o pessoal da editora começou a numerar as pulseiras, possibilitando aos fãs a circulação pelo shopping e  almoçar com tranquilidade.

Para mim, o evento ocorreu como esperado, mesmo com esses detalhes, pois todos que estavam ali foram atendidos pela autora, tiveram seus livros autografados e fotos com a Julia Quinn, que atendeu aos fãs com muita simpatia e conversou o pouco que dava enquanto assinava aos livros. Foi uma felicidade imensa! Um sonho que eu nem imaginava que poderia acontecer! Valeu a pena ter ficado 7 horas na fila para ter esse encontro.

Thaisa Napolitano

Julia quinn 2
Thatiana e Julia Quinn